Gil Scott-Heron estava certo, “a revolução não será televisionada”. Pela primeira vez, o Brave, navegador descentralizado e habilitado para blockchain, ocupa o primeiro lugar entre os navegadores mais utilizados no Japão. A popularidade do navegador da web continua a crescer, à medida que supera outros navegadores nas classificações do Google Play no Japão e é apenas uma questão de tempo para a tecnologia estar presente em todos os computadores do mundo.

De acordo com uma publicação do Reddit, esta é a primeira vez que o navegador Brave focado em privacidade ultrapassa seus navegadores rivais como Firefox, Opera e Chrome no Japão. Os dados de classificação mais recentes do Google Play mostram que o Brave fica confortavelmente no número 10 da lista, enquanto o concorrente mais próximo, o Firefox, fica para trás.

A classificação do Google Play é determinada pelo desempenho dos aplicativos em relação a várias métricas importantes, como taxas de falhas, taxas de não resposta de aplicativos, WiFi excessivo, localização ou processamento em segundo plano. Segundo post do Reddit, o Brave foi baixado duas milhões de vezes no mês passado, enquanto o Firefox foi baixado 553 mil vezes.

O Brave busca conquistar participação no mercado de navegadores tradicionais, tokenizando certos aspectos da experiência do navegador comum para os usuários. Usuários Brave podem ganhar BAT, token nativo do navegador, assistindo a anúncios e reivindicando garantias. O token pode ser usado posteriormente para apoiar criadores de conteúdo em sites como Reddit, Vimeo e até mesmo o Wikipédia.

No final de agosto, a Brave anunciou o desenvolvimento de sua nova carteira de criptomoedas para tokens baseados no Ethereum, incluindo Ether (ETH). De acordo com a empresa sediada em São Francisco, a carteira no navegador também suporta BAT, que é um token ERC-20, ao lado de outros tokens e colecionáveis ​​baseados no Ethereum.

Leia também: Wikipedia agora aceita doações em tokens BAT através do navegador Brave

VER ARTIGO ORIGINAL