Por que a tecnologia blockchain é considerada mais valiosa do que as criptomoedas

Por que a tecnologia blockchain é considerada mais valiosa do que as criptomoedas

Imagem: Shutterstock

Desde a sua introdução, a tecnologia blockchain sempre foi associada ao Bitcoin e outras moedas digitais. No entanto, se você olhar para além do Bitcoin, fica evidente que as criptomoedas representam apenas o início do uso dessa tecnologia.

O potencial de transformação da blockchain se estende muito além das criptomoedas. Por esse motivo, é importante ampliar o escopo quanto ao uso dessa tecnologia. 

Precisamos deixar de definir blockchain como uma tecnologia que suporta apenas criptomoedas e percebê-la como uma maneira de armazenar informações de maneira segura, rápida e distribuída.

A partir desse entendimento será possível explorar o potencial de impacto da tecnologia blockchain em diferentes setores, incluindo o setor de marketing.

A tecnologia blockchain pode influenciar as estratégias de marketing de startups e pequenas empresas de diferentes maneiras. Isso inclui: 

  • Proteção de informações pessoais
  • Direcionamento preciso
  • Melhoria da transparência
  • Verificação e procedência

Protegendo informações pessoais

O aumento de casos de violação de privacidade fez com que os consumidores se conscientizassem quanto à segurança e utilização de seus dados.

A introdução de leis de proteção de dados em diferentes partes do mundo, incluindo o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) da UE e a Lei Geral de Proteção de Dados do Brasil (LGPD), são marcos importantes que estimulam essa tomada de consciência. 

Nesse contexto, quando pensamos em tecnologia blockchain, embora as informações nela contidas sejam caracteristicamente públicas, elas não são controladas por um órgão centralizado.

Isso quer dizer que blockchain permite que os consumidores gerenciem seus dados com a ajuda da criptografia adequada.

Profissionais de marketing podem utilizar essa estrutura caso foram capazes de ofertar algum valor tangível ao consumidor.

Em troca desse conteúdo/produto/serviço, o consumidor cederá voluntariamente as suas informações pessoais. Ou seja, não haverá violação de privacidade e não haverá riscos de penalidades associadas a esse tipo de violação.

Esse cuidado é essencial para negócios porque processos dessa natureza podem prejudicar ou mesmo acabar com uma empresa.

Isso foi o caso de uma empresa de telecomunicações alemã que foi multada recentemente em US$ 10,5 milhões como resultado de violações da privacidade de dados sob os requisitos da GDPR introduzidos em 2018.

Além disso, se feita de maneira correta, uma pequena empresa poderá se beneficiar do fato de receber informações legitimamente personalizadas, atuais e precisas.

Direcionamento mais preciso de campanhas de marketing

O conhecimento da propriedade de dados e mercadorias é uma mina de ouro para os profissionais de marketing, pois facilita o direcionamento (targeting) preciso e minimiza ineficiências.

Considere a seguinte situação. Uma peça de roupa de grife possui uma etiqueta NFC que possibilita que seu comprador se cadastre e conecte a um aplicativo descentralizado (dApp).

Isso permitirá que a empresa envie notificações (push) ao proprietário da peça que estiver conectado à rede blockchain desse produto específico.

Essas notificações podem incluir ações como o convite para participar de eventos promocionais exclusivos ou o envio de códigos de desconto para um outro produto daquela mesma linha. 

Outra alternativa é o uso do blockchain para a segmentação de acordo com localizações específicas, possivelmente direcionando o tráfego para uma nova loja de varejo para o resgate de um voucher. 

De modo geral, essa integração de drivers offline e online oferece aos profissionais de marketing uma ferramenta interessante que pode alcançar resultados tangíveis.

Melhorando a transparência

Em um escopo mais amplo, a tecnologia blockchain possui o potencial de abordar vários gargalos subjacentes em marketing e publicidade, como a transparência de cadeias de suprimentos e os golpes de anúncios.

Para entender melhor essa questão, dados do relatório da Juniper Research de 2019 mostrou que os anunciantes perderam cerca de US$ 19 bilhões devido a fraudes.

Isto levou algumas das maiores empresas de tecnologia a investir em pesquisa e desenvolvimento de blockchain para identificar soluções que pudessem resolver esse problema.

Uma das soluções que estão sendo exploradas é a criação de um sistema simples de reconciliação monetária para a compra de mídia digital. Outra alternativa envolve encontrar maneiras pelas quais a tecnologia blockchain pode ser usada no processo de compra.

Exemplo disso seria permitir que consumidores façam negócios diretamente com os comerciantes em vez de depender de intermediários usando sua moeda digital exclusiva. 

Do ponto de vista de marketing, essas soluções abririam o caminho para cativar as experiências da marca e do consumidor.

Verificação e procedência

Para uma pequena empresa, a tecnologia blockchain pode abordar alguns dos desafios que os profissionais de marketing enfrentam quando a questão é sobre verificação e procedência. Essas questões são essenciais porque os consumidores atuais exigem essa clareza.

Tomando o exemplo das roupas de luxo fornecidas acima, o chip NFC incorporado também pode armazenar informações sobre a fábrica e a identidade do designer. Consequentemente, os consumidores podem diferenciar produtos falsificados dos legítimos em tempo real.

Fica claro que  blockchain é uma tecnologia muito útil para diversos setores. Seu grande potencial pode revolucionar e gerar impactos positivos diferentes indústrias, incluindo a indústria de marketing.

Sobre o autor

Fares Alkudmani é formado em Administração pela Universidade Tishreen, na Síria, com MBA pela Edinburgh Business School, da Escócia. Desde janeiro de 2019, atua na empresa de criptomoedas Changelly como gerente geral para a América Latina.


Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!

VER ARTIGO ORIGINAL